Início Mercado Mais de 20% das locadoras oferecem carro por assinatura

Mais de 20% das locadoras oferecem carro por assinatura

Abla realiza pesquisa para avaliar consequências da pandemia no sestor

Abla, Associação Brasileira das Locadoras de Veículos, divulgou pesquisa no final de 2021 sobre as consequências da pandemia no setor. O levantamento mostrou que 21,3% das locadoras oferecem carro por assinatura (contratos de longa duração para pessoas físicas), 19,9% alugam veículos para motoristas de aplicativos e 19,3% atendem clientes de seguradoras,

Foi a primeira pesquisa do gênero e, por isso, não há comparativos com o período pré-pandemia. Segundo a Abla, mesmo diante das dificuldades decorrentes da Covid 19 para a compra de veículos, em função da falta de semicondutores, 46,3% das locadoras conseguiram aumentar suas frotas.

Outras 30,1% mantiveram o número de veículos em idêntico patamar de antes da pandemia, enquanto 22,6% das locadoras reduziram frotas. Em contrapartida, 60,8% têm intenção de comprar mais carros nos próximos 12 meses, conforme conclusões da pesquisa feita em parceria com a MDA, a mais abrangente já feita no País sobre o setor de acordo com a Abla.

Dentre outras constatações, constatou-se equilíbrio entre as principais modalidades de aluguel de carros presentes no Brasil: 68,9% das locadoras oferecem o aluguel diário para pessoas físicas ou jurídicas  e 65,1% trabalham com a locação de longa duração de frotas inteiras para empresas públicas e privadas, além de órgãos de governo.

“A soma dos índices supera 100% pelo fato de a maior parte das locadoras atuarem ao mesmo tempo nas duas modalidades”, informa o presidente do Conselho Nacional da Abla, Paulo Miguel Junior. “Com relação às maiores dificuldades, a burocracia para compra de veículos ainda é o principal problema do momento, englobando a escassez de modelos 0 km no mercado e a consequente elevação dos preços”.

A associação informa que foram entrevistados, por telefone, 602 empresários de Norte a Sul do Brasil durante o mês de novembro. A maior parte (47%) do Sudeste, onde se concentra a maioria das locadoras, seguida do Nordeste (20%), Sul (17%), Centro-Oeste (9%) e Norte (8%).

Com margem de erro de 3%, a pesquisa levou em conta o perfil das locadoras a partir de segmentações de tempo de operação no mercado, quantidade de funcionários, faturamento, lojas e pontos de atendimento, dentre outros aspectos administrativos e de gestão.

Conforme o mais recente censo do setor de aluguel de carros, com estatísticas do Serpro, Serviço Federal de Processamento de Dados, em 2021 as locadoras chegaram a um  total de 1 milhão e 70 mil automóveis e comerciais leves em suas frotas.

Fonte: AutoIndústria

Notícias mais lidas

Como abrir uma locadora de veículos?

Abrir uma locadora de veículos tende a ser um ótimo negócio para 2021 e próximos anos. Para os turistas,...

Ford vai fazer ‘bastante falta’ ao setor de setor de locação, diz Abla

O presidente da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), Paulo Miguel Junior, afirmou, em entrevista ao Valor Econômico, que a produção nacional...

Saída da Ford terá efeito negativo para locadoras de veículos, diz Credit Suisse

Os analistas afirmam que, entre as empresas de locação, a Localiza deve sentir os maiores efeitos do fechamento das fábricas da Ford,...