spot_img
InícioMercadoMotos em 2023: produção e vendas ultrapassam marco de 1 milhão

Motos em 2023: produção e vendas ultrapassam marco de 1 milhão

Agosto foi, até agora, o mês de melhor performance

As fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus produziram, só em agosto, um total de 164.008 motos. Somando com o acumulado dos outros sete meses de 2023, são mais de 1 milhão de unidades fabricadas no ano, uma alta de 14% sobre o mesmo período de 2022 (921.921 unidades). Seria 2023 o ano das motocicletas?

E se 2023 é o ano, agosto é o mês – pelo menos, até agora foi. As 164 mil motos produzidas representam um volume 12,4% superior em relação ao mesmo mês do ano passado (145.852 unidades) e 33,4% maior na comparação com as 122.923 motocicletas que saíram das linhas de montagem em julho.

Os números fazem parte de levantamento da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares – Abraciclo.

“Esses números estão dentro da estimativa da Abraciclo e apontam para um crescimento constante e consolidado da indústria de motocicletas. Porém, continuamos atentos ao cenário macroeconômico nacional e internacional”Marcos Bento, presidente da Abraciclo

Além disso, até o fim de 2023, a Abraciclo estima que a produção deva alcançar 1,560 milhão de unidades, alta de 10,4% na comparação com o ano passado.

E as vendas de motos?

Se a produção está a todo vapor assim, é de se esperar que as vendas estejam em alta também. E estão. Só em agosto, os emplacamentos de motos totalizaram 142.770 unidades, uma alta de 20,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado (118.545 motocicletas), e de 16% em relação a julho (123.085 unidades).

Agosto de 2023 foi, realmente, premiado para os veículos duas rodas. As mais de 142 mil motos vendidas representam o melhor resultado para o mês desde 2011, quando 181.539 motocicletas foram comercializadas no varejo. As vendas foram tão altas que, com 23 dias úteis, a média diária foi de 6.207 unidades/dia.

Confira como ficou o ranking de emplacamentos por categoria e a comparação com o mês e ano anteriores:

EMPLACAMENTOS DE MOTOCICLETAS
AGOSTO 2022JULHO 2023AGOSTO 2023VARIAÇÃO
CATEGORIAAPARTICIPAÇÃOBPARTICIPAÇÃOCPARTICIPAÇÃOC/AC/B
STREET57.79148,8%63.96452,0%72.74351,0%25,9%13,7%
TRAIL22.63719,1%23.18418,8%26.24518,4%15,9%13,2%
MOTONETA17.84415,1%14.92912,1%20.23514,2%13,4%35,5%
SCOOTER10.7489,1%11.8849,7%13.0599,1%21,5%9,9%
NAKED2.6342,2%2.8562,3%3.3762,4%28,2%18,2%
BIG TRAIL2.7892,4%2.1331,7%2.5651,8%-8,0%20,3%
CICLOMOTOR2.2561,9%2.4642,0%2.7611,9%22,4%12,1%
CUSTOM1.0520,9%8720,7%1.0220,7%-2,9%17,2%
SPORT5920,5%5500,4%5060,4%-14,5%-8,0%
TRICICLO1170,1%1590,1%1680,1%43,6%5,7%
TOURING850,1%900,1%900,1%5,9%0,0%
QUADRICICLO00,0%00,0%00,0%0,0%0,0%
TOTAL118.545123.085142.77020,4%16,0%


As vendas também ultrapassaram a marca de 1 milhão de unidades em 2023. De janeiro a agosto, foram emplacadas 1.045.925 motos, alta de 21,3% na comparação com as 862.609 motocicletas comercializadas no mesmo período do ano passado. Para o resto do ano, a estimativa da Abraciclo é que o volume chegue às 1.511.000 – alta de 10,9% na comparação com 2022.

Exportações caíram

Mesmo com a produção e vendas em alta, as exportações de motos seguiram um caminho contrário. Em agosto, as fabricantes de motos de Manaus exportaram 3.443 unidades, retração de 55,9% em relação ao mesmo mês do ano passado (7.807 motocicletas), mas alta de 8,4% na comparação com julho (3.176 unidades).

Segundo dados do Comex Stat, os Estados Unidos foram o principal mercado (1.020 unidades embarcadas), seguido pela Colômbia (932 unidades) e Argentina (524 unidades).

No acumulado do ano, as exportações das associadas da Abraciclo totalizaram 27.152 unidades, retração de 28,3% na comparação com o mesmo período de 2022 (37.884 motocicletas). A projeção da Abraciclo é que sejam exportadas 49 mil unidades até o fim de 2023, retração de 11,5% em relação a 2022.

Notícias mais lidas