spot_img
InícioMercadoPreço da gasolina deve subir R$ 0,30 por litro nos postos após...

Preço da gasolina deve subir R$ 0,30 por litro nos postos após aumento da Petrobras

Parcela da Petrobras nos postos de combustível deve passar dos atuais R$ 1,84 para R$ 2,14

A Petrobras vai aumentar em R$ 0,41 o preço da gasolina para as distribuidoras, a partir desta quarta-feira (16), elevando o valor do litro para R$ 2,93, ou 16,3% a mais do que os R$ 2,52 atuais. Mas, o impacto na bomba para o consumidor deve ser de R$ 0,30, segundo a estatal.

“Considerando a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será, em média, R$ 2,14 a cada litro vendido na bomba”, diz o comunicado da empresa.

Segundo o site da estatal, dos R$ 5,53 da média nacional atual do preço da gasolina — referente a semana entre 6 e 12 de agosto —, a parcela Petrobras é de R$ 1,84, portanto, chegando a R$ 2,14 o valor para o consumidor fica R$ 0,30 mais caro. Deste modo, o preço médio saltaria de R$ 5,53 para R$ 5,83, o que representa uma alta de 5,3%.

Em comunicado, a estatal afirma “estar no limite de sua otimização operacional e que o reajuste busca um reequilíbrio do mercado”.

Em tese, os postos ainda não receberam o combustível mais caro, e, por isso, ainda não têm razão para aumentar os preços para o consumidor. O correto é que o reajuste aconteça só nos próximos dias. Se você perceber qualquer atividade irregular em relação aos aumentos de preços.

Apesar de alta, a Petrobras registra R$ 0,15 de queda nos preços para as distribuídas em 2023 — Foto: Getty Images

“Importante esclarecer que a implementação da estratégia comercial, em substituição à política de preços anterior, incorporou parâmetros que refletem as melhores condições de refino e logística da Petrobras na sua precificação”, diz a Petrobras.

Em maio de 2023, a Petrobras deixou de utilizar a política de preço de paridade de importação (PPI) instituída em 2016 pelo governo de Michel Temer. Desde então, os preços dos combustíveis são determinados com base nos mercados nacional, internacional e nas margens da companhia.

Preço da gasolina em 2023

O ano passado foi marcado pela alta no preço da gasolina para os consumidores nos postos. Em 2023 não está sendo diferente. O valor médio do litro do combustível na primeira semana de janeiro deste ano foi de R$ 5,12, segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Na comparação com os R$ 5,53 do último levantamento, há uma elevação de R$ 0,41, ou 5,4% no período. Porém, no decorrer do ano, a média nacional ultrapassou até os R$ 5,60.

Apesar desse último reajuste, no ano o preço da gasolina vendida às distribuidoras acumula redução de R$ 0,15 por litro. O que fez o valor do combustível disparar nos postos foi a volta dos impostos federais e taxa fixa do ICMS (imposto estadual) de R$ 1,22. Se quiser entender melhor tudo o que aconteceu no decorrer do ano com o combustível.

Fonte: Autoesporte

Notícias mais lidas