spot_img
InícioMercadoVamos projeta ter 100 mil veículos alugados no Brasil em 2025

Vamos projeta ter 100 mil veículos alugados no Brasil em 2025

Frota da Vamos é de 38,5 mil caminhões locados, mas empresa mantém estoque de R$ 1,8 bilhão em ativos, sendo a maior parte composta por caminhões

Vamos, locadora de veículos do Grupo Simpar deverá ter cerca de 100 mil veículos alugados no Brasil em 2025. Segundo informações da empresa, 80% dessa frota será de caminhões. A estimativa é do CEO da companhia, Gustavo Couto. De acordo com ele, a expectativa é baseada no potencial de crescimento do mercado de locação no País.

Conforme Couto, nos Estados Unidos, por exemplo, 25% da frota de pesados é alugada. Porém, no Brasil, onde circulam mais de 3,3 milhões de veículos do tipo, o numero não passa de 1%. Seja como for, esse total inclui caminhões e implementos rodoviários.

Atualmente, a Vamos é considerada como a maior empresa do setor no País. De acordo com a empresa, sua frota de veículos alugados é de cerca de 38,5 mil unidades. Os ativos são formados por caminhões, implementos rodoviários, máquinas agrícolas e empilhadeiras. A maior parte são caminhões, seguida dos implementos rodoviários. No total, a carteira da empresa tem mais de mil clientes.

Vamos foi criada em 2015

A Vamos é fruto da divisão de locação de veículos do grupo, criada nos anos 1990. Foi nesse período que a transportadora Julio Simões iniciou um processo de diversificação de suas operações. Com o avanço dessa operação, em 2015 a companhia criou a Vamos.

Recentemente, a Vamos informou que seu faturamento está próximo dos R$ 5 bilhões. Para manter o forte ritmo de crescimento, a empresa está investindo o mesmo montante na operação. Apesar de não ter o maior faturamento do Grupo – Movida e JSL são as líderes -, a Vamos é a que mais cresce.

De acordo com Couto, o avanço varia de 50% a 60% por ano. Assim, na comparação do terceiro trimestre deste ano com o mesmo período de 2021, a alta foi de 66%.

Montadoras apostam no segmento

O potencial do mercado de locação de pesados é tão grande que vem atraindo até montadoras. Nesse sentido, Volkswagen e Volvo já atuam no setor. Além disso, a Scania acaba de ingressar no clube. A marca sueca fechou os primeiros negócios durante a Fenatran 2022.

Seja como for, Couto diz que os novos competidores não são ameaça. Ao contrário, ele acredita que as montadoras ajudarão. Mesmo porque, a Vamos tem 80% de participação do mercado de locação de caminhões o Brasil. Todavia, para o executivo a entrada das montadoras nesse negócio vai preencher uma grande lacuna que existe no Brasil. Já que apenas 1% desse mercado é alugado.

É importante que tenha novos entrantes nesse mercado. Assim, o negócio de locação se torna mais conhecido. Ademais, somos os maiores compradores de caminhões das montadoras. Afinal, a gente compra em torno de 8% da produção nacional de caminhões. Vamos continuar parceiros?.

Caminhões mais caros, abrem oportunidade para a locação

Com a chegada das novas regras do Proconve P8, de redução de poluentes, alinhadas à Euro 6, os caminhões com os novos motores terão reajuste médio entre 15% e 25%, dependendo da capacidade. Dessa forma, o executivo concorda que pode ser uma oportunidade de o cliente que tradicionalmente compra caminhões, passe a enxergar a locação como alternativa.

Sem sombra de dúvidas a gente tem criado alternativas para facilitar a ampliação e a renovação da frota. Nesse sentido, quem faz conta vai optar pela locação?.

O CEO da Vamos diz que quem opta pela locação de um caminhão, tem uma economia de até 32% quando se compara com o custo de aquisição durante cinco anos. Ou seja, sustentado o ativo por esse período. Em outras palavras, entram na conta da compra, passando pelo custo do capital. Bem como manutenção até a revenda.

Em 2025, Vamos terá 100 mil veículos alugados no Brasil

“Porém, existe ainda a questão cultural da posse. Mas quando estamos vivenciando um cenário, onde há altos custos de aquisição, naturalmente as empresas começam a pensar em alternativas. E nesse momento, vejo uma oportunidade de a locação ser essa alternativa?, completa Couto.

De qualquer forma, para quem quer pagar mais barato pela locação, a Vamos fez antecipação de compras durante 2022. Assim, dispõe de caminhões 0-km com tecnologia Euro 5 para locação.

A Vamos enxerga que a locação é um viabilizador para novas tecnologias. Incluindo aquelas alternativas ao diesel. Nesse sentido, durante a Fenatran, a empresa de locação comprou 20 unidades do VW Constellation 31.280 8×4, que estarão disponíveis para locações do agronegócio. Na frota a empresa ainda conta com modelos elétricos e a gás.

Contratos mais longos de diversificados

O agronegócio representa mais de 30% do negócio da Vamos. Destaque para o setor de grãos e canavieiro. Para este segmento, a Vamos disponibilizou mais de 2 mil caminhões apenas para o Centro-Oeste.

Todavia, importantes embarcadores e, portanto, donos de grandes frotas experimentam a locação. Como a Ambev que já trabalha com caminhões da Vamos.

A companhia também registra crescimento no mercado de última milha, dentro do e-commerce.

FONTE: ESTADÃO

Notícias mais lidas